quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Em Arcoverde o Exército reforça combate ao Aedes aegypti

No Sertão força-tarefa atuará em Arcoverde, Pedra, Inajá, Ibimirim, Custódia, Venturosa, Iguaraci e Tabira





A partir desta sexta-feira, o combate ao mosquito Aedes aegypti, em Pernambuco, ganhará o reforço do Exército Brasileiro. Ao todo, cerca de 750 militares passarão a apoiar o trabalho dos agentes de campo no controle do vetor na Região Metropolitana do Recife (RMR) e nos 19 municípios com maior incidência de casos de dengue e chikungunya, na Zona da Mata, Agreste e Sertão do Estado. A decisão foi tomada durante reunião do secretário estadual de Saúde, José Iran Costa, como o comandante da 10ª Brigada de infantaria Motorizada do Exército, General Antônio Eudes Lima.
O encontro, que ocorreu na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES), no Bongi, ainda contou com a participação do inspetor de Saúde do Comando Militar do Nordeste, General de Brigada Arno Ribeiro Jardim; do comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco, Coronel Carlos D’Albuquerque; do comandante do Corpo de Bombeiros de Pernambuco, Coronel Manoel Cunha; do coordenador da Defesa Civil de Pernambuco, Tenente-Coronel Luiz Augusto e do secretário executivo de Segurança Institucional da Casa Militar do Governo do Estado, Coronel Eduardo Pereira. A secretária de Saúde de Igarassu, Patrícia Amélia, representante do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems/PE), também esteve presente, assim como representantes da Secretaria de Saúde do Recife.
O Comitê Estadual de Combate ao Aedes aegypti coordenará as ações contra o mosquito, atuando permanentemente dentro do Centro Integrado de Comando e Controle Regional – CICCR, no bairro de São José. No local, será realizado o monitoramento das ações de combate ao mosquito, além da coleta e análise das informações sobre os indicadores epidemiológicos das doenças. A estrutura permitirá dar uma resposta rápida às ações do Governo do Estado.
“A Secretaria vai monitorar, semanalmente, os principais municípios com focos de dengue e, assim, será acionado e fortalecido o trabalho de campo. No entanto, todos são unânimes que uma grande mobilização da população precisa ser feita, já que 90% dos focos dos mosquitos estão em residências. Assim, também reforçaremos o trabalho de comunicação com a população”, comentou o secretário estadual de Saúde, José Iran Costa.
O reforço nas ações de campo já começa nesta sexta-feira, envolvendo cerca de 200 soldados do Exército, que atuarão na RMR, junto aos agentes de endemias, visitando residências, fazendo o manejo de larvicidas e orientando a população. Neste mesmo dia, terá início o treinamento dos outros soldados, sob a supervisão de profissionais da SES, nos municípios de São Bento do Una, Garanhuns e Petrolina.
Tão logo a capacitação seja concluída, esses soldados passarão a atuar nos 19 municípios do Interior do Estado prioritários no controle do vetor, que inclui cidades da Zona da Mata Norte (Itaquitinga e Goiana), do Agreste (João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Passira, Surubim, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Brejo da Madre de Deus e Iati), e do Sertão (Arcoverde, Pedra, Inajá, Ibimirim, Custódia, Venturosa, Iguaraci e Tabira). A expectativa é que o trabalho do Exército tenha a duração de três a seis meses.
“Iniciaremos o trabalho na RMR, pois já contamos com um bom contingente de soldados capacitados, que já realizaram o mesmo trabalho no primeiro semestre. Eles atuarão em duplas, juntamente com um agente municipal. Por isso, é importante ressaltarmos a necessidade da população facilitar o acesso e nos receber em suas residências”, completou o General Antônio Eudes Lima, que coordenará o trabalho dos militares no combate ao Aedes em Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...