sábado, 6 de agosto de 2016

Documentário sobre Rock Lane será lançado em setembro em Arcoverde



A história de uma cidade é sedimentada pela vida de personagens cuja simplicidade e singularidades fizeram a diferença. Arcoverde tem a sorte de ter pessoas apaixonadas pela sua cultura e pela sua história e que lutam para preservar essas riquezas. Mas infelizmente , algumas delas nos deixam pelo caminho. José Leite Duarte , o Rock Lane foi um desses personagens que marcaram época. Nascido em Custódia veio ainda jovem veio para Arcoverde trabalhar no Serviço de Alto-Falantes Bandeirante, a primeira difusora instalada em Arcoverde.

Começou a trabalhar no Cinema Bandeirante localizado na Praça da Bandeira em 1.º de junho de 1947. Em 1948 ganhou o apelido de Rocky Lane por incorporar e parecer fisicamente com o personagem americano de filmes de cowboy.

Rocky Lane era a cara dos tempos áureos de um Arcoverde que se perdeu no tempo, do gigante Cinema Bandeirante descrito por ele no livro “ História do Cinema Bandeirante” que trouxe a luz detalhes sobre os seus fundadores, pessoas da sociedade arcoverdense, filmes que por lá desfilaram e até mesmo, os artistas.

Quem leu o livro percebe que a história de Rock Lane se mistura com a do cinema, e que a sua vida nunca mais foi a mesma depois que o Cinema Bandeirante fechou as portas. O fechar de portas para ele foi tão profundo, que fecharam-se na sua vida a alegria, o trabalho, a casa, os sonhos... Ele falava com uma saudade tão intensa daquele lugar, que nos fazia sufocar entre as entre linhas.

Rock Lane faleceu em 26 de abril de 2011 e no dia 10 de setembro , o documentário "Uma Balada para Rock Lane" será lançado no Sesc Arcoverde as 22h. Um filme de Djalma Galindo que retrata um personagem além do seu tempo.

Fonte: Amannda Oliveira (Blogfalandofrancamente).

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...