segunda-feira, 29 de agosto de 2011

ENCONTRO DE SANFONEIROS DE ARCOVERDE DEIXA SAUDADE‏





Quando José Manoel, Coordenador de Cultura do SESC Pernambuco, anunciou a participação dos sanfoneiros de Arcoverde na programação natalina que ocorrerá em Triunfo e ainda que, no ano de 2012, o SESC – Arcoverde abrirá espaço em sua programação cultural ao forró de pé-de-serra, teve-se a certeza de que a valorização desse segmento cultural não ficará restrita ao Encontro de Sanfoneiros, mas terá desdobramentos que colocarão em relevo artistas que até pouco tempo atrás não tinham o merecido reconhecimento.

Assim, pode-se afirmar que o objetivo do Encontro de Sanfoneiro foi plenamente alcançado e que o evento, sem dúvida, foi uma das mais belas manifestações da cultura que já ocorreram na nossa cidade.




A oficina de sanfona realizada na sexta-feira e no sábado mostrou-se bastante produtiva para os músicos arcoverdenses, que puderam acompanhar os ensinamentos de Cezinha do Acordeon, jovem artista, que hoje é um dos mais requisitados acordeonistas do país. Cezinha repassou temas como dedilhado, harmonização e técnica de fole. Na ocasião os sanfoneiros puderam tirar suas dúvidas e interagir com o professor, que ficou maravilhado com a participação dos pupilos. Acompanharam também a palestra os alunos da Escola de Sanfona da ONG Casa Jonas Moraes.




À noite da sexta-feira foi aberta por Cezinha que apresentou canções do seu repertório e em seguida subiram ao palco os sanfoneiros Cícero do Acordeon, Jonas Alexandre, Benjamim Pereira, Zezinho, Felipe Anderson, Sérgio Coringa, Zezito Santos, Heleno Delmiro, Inácio Martins e Zé Maria.


Ao final das apresentações os sanfoneiros concentraram-se em frente ao palco e saíram em cortejo até o Coreto da Praça da Bandeira, seguidos pelo público que pode acompanhar o mais marcante momento de todo Encontro. Já na Praça da Bandeira, os músicos formaram uma verdadeira orquestra sanfônica e se revesaram no microfone entoando canções, em sua maioria de Luiz Gonzaga.




Um dos pontos destacados no Encontro foi a participação de músicos ligados por vínculos familiares, a exemplo de pais e filhos como Valdeci Vicente e José Márcio, Cícero do Acordeon e Michel, Paulinho e Pedrinho do Forró, e os irmãos Zezinho e Sérgio.

No sábado ocorreu a entrega dos troféus e certificados aos 21 músicos que
participaram do encontro, que após a homenagem tocaram juntos a canção Asa Branca (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira), tendo o solo sido executado por Pedrinho do Forró, garoto de sete anos, que foi considerado o mascote do Encontro.



O show musical de encerramento foi iniciado com o competente grupo Os Pariceiros, que animou o público presente com seu excelente repertório. Em seguida, subiu ao palco Cezinha e sua banda, que trouxeram encantamento pela qualidade musical e pelo virtuosismo do sanfoneiro. Cezinha chamou ao palco os artistas arcoverdenses Zezinho, Lacerda e Josias Lima, tendo feito com este um desafio da sanfona com o saxofone, arrancando calorosos aplausos da platéia que se acotovelava em frente ao palco.




Encerra-se o Encontro de Sanfoneiros deixando os músicos, os organizadores e o público com o gosto de quero mais, porém com a certeza de que esse evento passará a compor o calendário cultural de nossa cidade.

Estão de parabéns o SESC e o COCAR pela realização desse marcante momento para a Cultura de Arcoverde e Região.


--
Coletivo Cultural de Arcoverde - COCAR

Postado: 14:07
Fotos: JORNAL PORTAL DO SERTÃO

Fonte: Jornal Portal do Sertão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...