quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Dezesete Ilustrações que brincam com o seu cérebro

Estas imagens são tão reais que, quando olhamos para elas, pensamos duas vezes. Algumas são feitas com ilusão de ótica que engana nosso cérebro; outras simplesmente ultrapassam os limites da imaginação e levam o desenho a um nível fora da realidade.
Incrível.club juntou para você o lindo trabalho de alguns ilustradores que dedicam muito tempo para configurar armadilhas visuais maravilhosas. São para espectadores que entendem de ironia, de delicadeza e de bom humor.
Conheça a obra de artistas como grupo de designers Flyingmouse365, o ilustrador Alessandro Gottardo e o artista Shiego Fukuda, verdadeiros mestres que sabem mudar a perspectiva com que vemos o mundo, e criam imagens inusitadas para situações e objetos do cotidiano.

Se cruzamos uma cortina de fumaça, por que não uma cortina de chuva?

Mãos pra cima ou braços pra baixo?

O poder da meditação na psicologia...

Quantos cachorros há neste cachorro?

A roda da fortuna...de xícaras de café?

Tudo é uma questão de perspectiva...

...inclusive em se tratando de um abismo criado pela ilusão de ótica.

Em cima ou embaixo?

Até mesmo a luz pode se transformar em matéria para esses ilustradores.

Quando a sua sombra te persegue. Ou é a sombra de outra pessoa?

Que bom seria poder sair deste mundo de poluição em que vivemos!

A música nasce nos lugares mais inesperados.

Uma ou duas bicicletas?

Esses passarinhos entenderam direitinho a arte do menino.

De um mundo limpo e livre resta apenas um reflexo nostálgico.

Este homem pesca...no céu!

E foi assim que Deus criou os planetas!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Oito Dados curiosos sobre o que acontece com seu corpo enquanto você dorme

Dormir é necessidade e, claro, um prazer. Em média, uma pessoa de 75 anos terá passado 26 anos dormindo. E o que acontece nesse tempo? Seu corpo trabalha para garantir sua saúde.
Incrível.club convida você a conhecer 8 dos dados mais curiosos sobre o que acontece ao seu corpo quando você cai nos braços de Morfeu e deixa que seu lado consciente se apague por algumas horas.
1. Seus músculos se paralisam
Quando você entra em REM (Rapid Eye Movement, ou Movimento Rápidos dos Olhos, que acontecem nesse estágio), a mais profunda das fases do sono, os músculos das suas extremidades se paralisam por completo e é impossível que se movam temporariamente.
Existe um transtorno do sono no qual esta paralisia se mantém por alguns segundos ou minutos depois de despertar. Se trata de uma sensação assustadora experimentada pelos narcolépticos na hora em que abrem seus olhos depois de dormir. 
2. Seus olhos se movem em alta velocidade
Todas as fases do sono cumprem uma função de descanso específica em seu corpo e cérebro. Cada uma é mais profunda que a anterior e você só cumpre o ciclo completo quando todas as cinco delas ocorrerem. A última de todas é a mais ativa e começa aproximadamente 60 ou 90 minutos depois que você adormece. Nesta fase, seus olhos se movem em alta velocidade para frente e para trás sem que você tenha consciência, já que sua mente está focada naquilo com o que você está sonhando.
3. O hormônio do crescimento é ativado
O hormônio HGH, mais conhecido como hormônio do crescimento, é o encarregado de permitir que seus ossos, músculos e tecidos se regenerem. Quando você dorme, a produção desta substância é ativada em todo o seu corpo, contribuindo para cicatrização de feridas e renovação de todas as células do corpo. Quando somos crianças, o HGH também é ativado para dar grandes passos no desenvolvimento do nosso crescimento natural. Por esta razão é possível afirmar que você cresce mais quando dorme. E não é exagero dizer que o sono embeleza.
4. Sua garganta é estreitada
Quando você dorme, o tamanho da sua garganta diminui devido à tensão muscular que sofrem os órgãos desta região do corpo. Esta é uma das causas que provocam roncos profundos. Apesar de que existem outros fatores que contribuem, como a obstrução nasal.
5. Seus dentes rangem
Você já deve ter ouvido falar em bruxismo. Ele não acontece com todo mundo, mas algumas pessoas podem acordar com fortes dores mandibulares depois de terem feito seus dentes rangerem à noite. O bruxismo pode ter uma origem morfológica, se apresenta por um desalinhamento na mandíbula; ou psicológico — uma forma de liberar tensão emocional e estresse acumulados durante o dia. No entanto, os estudos ainda não conseguiram identificar a razão pela qual algumas pessoas nunca passam por isso enquanto outras acabam com dentes quebrados, desgastados e com os músculos da mandíbula doloridos.
6. Seu cérebro libera informação acumulada e inventa histórias
Ainda continua um mistério para a ciência a maneira com a qual nossos sonhos são formados. Atualmente sabemos que nosso cérebro constrói paisagens oníricas a partir de lembranças presentes da nossa vida cotidiana e material profundo do nosso subconsciente. Assim, os ’resíduos de vigília’ se combinam com a informação que temos armazenada há anos: recordações, traumas, afetos, sensações, para criar a matéria misteriosa, e às vezes absurda, nos nossos sonhos. No entanto, ainda não é possível determinar o porquê de nossa mente viajar a determinados lugares à noite e escolher lembranças específicas, cores, vozes, cenas ou pessoas com as quais sonhamos. Mesmo com os grandes avanços da ciência, um fragmento dos nossos sonhos continua sendo uma grande charada a ser decifrada.
7. Você pode ouvir explosões repentinas
Este é um fenômeno que não é frequente, mas pode ocorrer. Se alguma vez acontecer com você, sentirá que uma forte explosão o fez despertar, todo seu corpo estará sobressaltado e em alerta, mas na realidade não terá acontecido nada no mundo exterior. Quem sofre desta síndrome sente como se a cabeça estivesse explodindo, ou escuta um barulho forte, como o de um disparo. Não causa nenhuma dor física, mas em nível psicológico pode ter implicações sérias.
8. Seu cérebro se restaura e se desintoxica
Alguns pesquisadores da Universidade de Rochester descobriram que, enquanto você dorme, seu cérebro inicia todos os mecanismos para limpar os resíduos nocivos que se acumularam durante o dia em sua memória. O mecanismo que se ativa quando estamos dormindo se chama sistema glinfático, e quando ele é estimulado, permite que seu cérebro descarte a informação que considera desnecessária, acumule a que considera vital e renove suas conexões.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Não, você não precisa beber 8 copos de água por dia

Não, você não precisa beber 8 copos de água por dia
Costumamos ouvir por aí que é saudável beber 2,5 litros de água por dia, podendo essa quantidade variar em um litro pra mais ou pra menos, dependendo do peso da pessoa e do nível de atividade física que pratica.
Na TV, na Internet e em revistas especializadas, é comum dizer que devemos beber essa quantidade. Então, para atingi-la, é importante tomar água inclusive quando não temos sede.
Mas o americano Aaron E. Carroll, professor de pediatria e autor de livros especializados, garante que não é bem por aí.
Apesar disso, o senso comum prevalece. E prevalece porque joga com nosso medo. A mensagem que fica em nossa cabeça é a de que, se não bebermos muitas garrafinhas por dia, teremos problemas graves de saúde. E aí, muita gente se enche de água.
Há cerca de nove anos, a revista médica britânica BMJ publicou uma lista dos mitos mais populares no mundo a respeito de saúde. E o número um dessa lista foi o de que devemos beber cerca de oito copos de água por dia.
A matéria viralizou na Internet e foi parar em outras publicações. Após alguns anos, foi publicado um livro sobre o mesmo tema, mas que, mesmo assim, não provocou grande efeito: muita gente segue preocupada com a necessidade de se encher de água.
Vamos ao ponto: a recomendação de que são necessários 2,5 litros de água por dia é correta, reconhecem os especialistas. Acontece que a maior parte dessa água chega a nós por meio dos alimentos e bebidas que já consumimos, na forma de frutas, verduras, café e chá, por exemplo.
Se às vezes você tem sede e você se sente preocupado que algo vai mal, fique tranquilo: seu corpo enviará um sinal muito, mas muito antes de uma desidratação.
Ao mesmo tempo, não existe qualquer prova contundente que sustente que, quanto mais água tomarmos, mais limpa será nossa pele ou mais saudáveis nossos rins. Ao contrário: excesso de água pode sobrecarregar os rins.
Beber muita água somente é necessário quando nosso corpo perde muito líquido: em caso de doenças, suor em excesso — caso em que vale ir a um médico fazer um exame — ou atividade física intensa. Mesmo assim, a maioria de nós anda por aí com uma garrafinha de água a tiracolo para beber ‘nos horários indicados’. As vendas de água mineral cresce a cada ano.
Se você quer beber, beba. Mas duvide de uma receita de 8 copos ‘obrigatórios’ por dia.

domingo, 27 de novembro de 2016

Doze sinais de que você bebe pouca água

Nada refresca mais que um copo d’água. E nada é tão saudável. Mesmo assim, muitos de nós não bebemos a quantidade suficiente num dia. Já dissemos que não é obrigatório tomar dois litros por dia. Mas é importante ficar atento a quando seu corpo precisa dela. Se perceber algum dos sinais a seguir, nós, do Incrível.club, recomendamos que fique atento. E tome água, claro.
1. Sensação de boca seca
Um sintoma que é mais evidente que as suas consequências. Claro que quase sempre tentamos beber algum líquido quando sentimos a boca seca, mas isso resolve temporariamente o problema. A água potável lubrifica as mucosas da boca e da garganta, deixando a área úmida, como sempre deve estar.
2. Pele seca
A pele é o maior órgão do corpo. Ela deve ser ’molhada’ com frequência. A pele seca é um dos primeiros sinais de desidratação, que pode trazer consequências mais sérias. A falta de água significa, também, falta de suor, o que se reflete na impossibilidade de o organismo limpar impurezas (sem falar na urina). Sua escassez também impede o corpo de eliminar o excesso de gordura. Resolva tudo isso: tome água.
3. Muita sede
Não é o mesmo que ter a boca seca. Qualquer pessoa que já teve ressaca conhece essa sensação. O álcool desidrata o corpo, fazendo com que o cérebro envie sinais de alerta. Escute o seu corpo, ele sabe o que é necessário.
4. Olhos secos
Um dos sinais da falta de água no organismo são olhos vermelhos (outra vez: lembre-se da sua última ressaca). Sem a quantidade necessária de água, os canais lacrimais secam, o que pode afetar os olhos, ainda mais para quem usa lentes de contato.
5. Dor nas articulações
As articulações e os discos cartilaginosos são compostos de 80% de água. Por isso, é necessário beber água, para não prejudicar os ossos. Ao manter a hidratação, as articulações aguentam movimentos repetitivos e/ou fortes, como corrida ou quando caímos.
6. Diminuição da massa muscular
Os músculos também são compostos de água. Beber água antes, durante e depois de fazer exercícios é muito importante para se sentir bem e reduzir a probabilidade de inflamações e dores.
7. Ficar mais tempo doente que os outros
A água ajuda a eliminar as toxinas. Os órgãos trabalham como um só na hora de filtrar o que não precisam. Sem água, esse mecanismo pode falhar. Ao sofrer desidratação, os órgãos começam a ’chupar’ água do sangue, por exemplo, o que pode levar a uma longa lista de problemas.
8. Sensação de cansaço e sonolência
Quando o corpo começa a ’emprestar’ água do sangue, falta oxigênio, o que leva à sensação de cansaço e sonolência. A cada dia você pode se sentir mais cansado e o café não é uma solução a médio ou longo prazos.
9. Sensação constante de fome
Pode parecer paradoxal, mas um organismo desidratado pode enviar sinais de fome. Isso acontece de repente, resultando naquela visita inesperada à geladeira. Isso não é difícil de entender, já que a comida contém líquido. Além disso, a água ajuda muito na digestão.

10. Problemas digestivos

Já falamos da importância de umedecer a mucosa oral, e isso está relacionado com o sistema digestivo. Sem isso, a densidade da mucosa estomacal se reduz, o que faz com que o suco gástrico maltrate os órgãos internos. Isso leva ao que chamamos de acidez estomacal e indigestão.

11. Sintomas de envelhecimento precoce

A quantidade de água que nosso corpo consegue reter diminui com a idade. Quando envelhecemos, é necessário aumentar a ingestão de água. Mesmo que os sintomas do envelhecimento sejam maiores no exterior, a desidratação é muito prejudicial internamente no longo prazo. Para reduzir esses riscos, crie o hábito de tomar água desde jovem.
12. Ler este post até o fim
Se você leu este post até o fim, o mais provável é que você esteja pensando «Hum, acho que não bebo suficiente água». É verdade? Então, comece agora mesmo, beba um copo d’água antes de sofrer as consequências.

sábado, 26 de novembro de 2016

Doze sinais do seu corpo que você não deve ignorar

Nosso corpo é um mecanismo complexo, que reage sensivelmente não só aos estímulos externos, mas também aos internos. Isso é o que defende a doutora Susan Babbel, psicóloga, especialista em depressão. Ela propôs uma teoria interessante sobre os sinais enviados pelo nosso corpo.
Incrível.club criou algumas ilustrações que mostram a teoria de Babbel.
Babbel acredita que dores e incômodos físicos podem ter origem em hábitos e comportamentos enraizados, dos quais às vezes nem nos damos conta. Estresse, segredos escondidos e problemas pendentes, por exemplo, estão entre as coisas que nos deixariam suscetíveis a certas doenças. Aprenda a ler os sinais que seu corpo envia e repense suas atitudes. Sua saúde agradece.

Cabeça

Quase sempre, a dor de cabeça surge por algum tipo de sobrecarga. Pode ser preocupação com os resultados dos seus esforços ou por motivos insignificantes, assim como a constante pressa com que você leva a vida.
Reserve um tempo para você diariamente. Permita-se relaxar, sem se preocupar com nada por algum tempo. Descanse e não se culpe por isso. Esses ’minutos de serenidade’ irão aumentar sua produtividade. E é provável que sua cabeça não doerá mais.

Pescoço

As sensações desagradáveis na área do pescoço representam a carga de rancores que sentimos com relação aos outros ou a não aceitação das nossas próprias imperfeições. O pescoço dói quando não conseguimos perdoar alguém, ou até a nós mesmos.
Repense sua atitude com relação a você mesmo e aos outros. É provável que, muitas vezes, as pessoas não tenham a intenção de te ofender. E você não é obrigado a suprir suas exigentes expectativas. Seja mais humilde e aprenda a perdoar. Pensar mais nas coisas das quais você gosta também é importante para evitar este problema.

Ombros

Dor nos ombros indica que estamos emocionalmente sobrecarregados e sob grande pressão. Talvez aquilo que está ao seu redor seja o responsável por esta pressão. Outra possibilidade é que você tenha uma decisão importante a tomar, e sinta isso como uma pesada carga.
Tente dividir seus problemas com um amigo de confiança. Assim, você sentirá um alívio considerável. O simples fato de colocar para fora já cria uma sensação de não estar carregando o peso sozinho.

Parte superior das costas

Dores nesta região indicam falta de apoio emocional, ausência de amigos próximos ao seu lado. É um incômodo que surge quando achamos que ninguém gosta de nós.
Interaja com gente diferente. Não mantenha o foco só em você, seja aberto e amistoso. Conheça pessoas novas, vá a encontros. E não reprima seu afeto para com os outros.

Parte inferior das costas (lombar)

Quando você se preocupa muito com dinheiro, pode ser que a parte baixa das costas reclame. Talvez o seu próprio sonho de ser rico não lhe deixe em paz, ou seus entes queridos estimulem em você o apego às coisas materiais.
A felicidade não está no dinheiro, por mais atraente que ele seja. Claro, é importante ter uma poupança para emergências ou para realizar aquele sonho e é bom que você pense nisso. Mas pare de se preocupar tanto com dinheiro; muitas das melhores coisas da vida são gratuitas! Dedique-se àquilo que ama. Quando você trabalha de corpo e alma, se realiza, e o sucesso financeiro vem naturalmente.

Cotovelos

Dor nos cotovelos representa falta de flexibilidade e a rejeição a compromissos. O mais provável que é você esteja resistente a alguma mudança, tornando-se obstinado com o assunto. O subconsciente, às vezes, teme aceitar o novo.
Muitas vezes, a vida pode parecer difícil e dura. Mas não é bem assim. Frequentemente, nós mesmos complicamos tudo. Seja mais flexível, não gaste sua energia lutando contra coisas que não podem ser mudadas.

Mãos

Quando as mãos doem, é sinal de que você precisa curtir uma boa amizade e relaxar quando estiver conversando com outras pessoas. Dor nas mãos indica que você precisa sair do seu mundo limitado.
Tente fazer novos amigos. Jante com algum companheiro de trabalho. Vá ao estádio, a um show, sinta-se parte da multidão. Estabeleça conversas com gente nova com mais facilidade, até porque nós nunca sabemos onde iremos encontrar uma verdadeira amizade.

Quadril

Este tipo de dor pode atormentar as pessoas que se prendem à ideia de ter uma vida confortável e previsível. O medo patológico de mudanças, a falta de disponibilidade para começar a viver de outra forma e a resistência constante ao que é novo podem provocar dor na região do quadril.
Não resista ao fluxo natural da vida. Nossa vida muda o tempo todo, e isso é algo muito interessante! Veja as mudanças como aventuras emocionantes. E não deixe as decisões importantes para depois.

Joelhos

É provável que a dor nos joelhos seja sinal de um ego exagerado. Os joelhos doem quando pensamos muito em nós mesmos e pouco nos outros. Quando achamos que o mundo gira ao nosso redor.
Olhe ao seu redor. Você não é a única pessoa no Planeta. Seja mais atento com as outras pessoas. Ouça seu amigo, ajude sua mãe, apoie seu colega de trabalho. Dê atenção ao outro com mais frequência. Talvez um trabalho voluntário seja boa ideia.

Panturrilha

Dor nesta região pode ter origem na sobrecarga emocional. Os ciúmes irracionais e os problemas amorosos te afetam muito.
É preciso aprender a confiar em seu parceiro ou parceira. Relaxe e pare com a ideia de controlar o outro, e não invente coisas que não existem. Talvez tenha chegado a hora de abrir mão de relacionamentos do passado que já não funcionam mais.

Tornozelos

Dor nos tornozelos quer dizer que, muitas vezes, nos esquecemos dos outros. E não nos permitimos sentir prazer. Pode ser que o trabalho ocupe todo o nosso tempo e que não levemos a sério nossos próprios desejos, adiando-os constantemente.
Chegou a hora de permitir-se. Compre o que quiser, durma até a hora que quiser, experimente aquela sobremesa deliciosa e sofisticada. Esqueça por algum tempo do seu trabalho e pense, por exemplo, num relacionamento amoroso. Ou planeje uma viagem.

Pés

Talvez a explicação para a dor nos seus pés seja uma profunda apatia. É como se nosso corpo não quisesse seguir em frente. Sentimos medo de viver e não conseguimos enxergar vantagem em continuar lutando. Quando pensamos, ainda que subconscientemente, que tudo vai mal e que nossas vidas fracassaram, os pés reclamam.
Aprenda a prestar atenção nas pequenas alegrias da vida, na beleza do mundo exterior e nas pessoas. Curta os sabores, cheiros, o vento e o sol. Adote um animal de estimação ou procure um hobby interessante. Preencha sua vida com sentido. Evite as lembranças tristes e sorria mais. Procure a alegria todos os dias da sua vida.

Conclusão

A conclusão aqui é óbvia: ame a si mesmo e perdoe-se. Seja mais atento com as outras pessoas e tente não guardar rancor. Interaja, sorria (isso é sempre muito bom) e mantenha-se saudável!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...