segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Prefeitura de Arcoverde conta com a população para vencer a Dengue e a Chikungunya






Informações da prefeitura de Arcoverde

Como todos os 185 municípios de Pernambuco, Arcoverde enfrenta um desafio: vencer o Aedes aegypti. É que o mosquito da Dengue está mais perigoso. Ele agora transmite também a Chikungunya, uma doença que como a Dengue causa febre, dor de cabeça e atrás dos olhos, e dores ainda mais intensas nas articulações. E a Prefeitura conta com a população para vencer esta batalha.


De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, Pernambuco – e boa parte do Brasil – enfrentam um forte crescimento das duas doenças, especialmente, a Dengue. No Estado houve um crescimento de 564,32% nos registros de casos suspeitos de Dengue em relação ao mesmo período de 2014. No ano passado foram notificados 17.217 casos. Em 2015, o número chega a 114.376 notificações.


Neste cenário desfavorável – tanto Estadual quanto Nacional – seria impossível que Arcoverde também não fosse atingida pelos efeitos de um avanço tão intenso das duas doenças. Mas é preciso informar a população e destacar que várias outras cidades pernambucanas e brasileiras apresentam situações muito mais graves que a nossa. Segundo boletim oficial do Estado, o município não está incluído entre os que apresentam maior número de casos. Até mesmo cidades próximas registram incidências muito mais elevadas.


Desde agosto deste ano, a Secretaria de Saúde de Arcoverde iniciou um trabalho de conscientização junto à população, reunindo as comunidades para alertar sobre as formas de prevenção, diagnóstico e tratamento, especialmente devido à introdução do vírus da Chikungunya. Para a eliminação dos focos do mosquitoAedes aegypti, a Prefeitura utilizou recursos próprios na compra de bombas costais, que são muito efetivas para o bloqueio de casos. O Fumacê está nas ruas, pulverizando o ambiente. O trabalho da equipe de endemias, que naturalmente já aumenta neste período, foi ainda mais intensificado a partir de outubro, com visitas às residências para combater os focos.


Importante destacar que as medidas para evitar um avanço ainda maior da Dengue e Chikungunya em nossa cidade foram fruto de um esforço da Prefeitura. É que o Governo Federal, através do Ministério da Saúde, deixou de cumprir uma medida que é de sua exclusiva responsabilidade: durante três meses não foi enviado ao município o larvicida para o controle do Aedes aegypti, deixando a população exposta também ao avanço da Zika – outra doença transmitida pelo mosquito -, além da Dengue e Chikungunya. Registre-se também: nenhum outro poder, além do Governo Federal, e nem mesmo empresas privadas, têm autorização para comprar o larvicida. Ou seja, mesmo que tentasse a Prefeitura não poderia adquirir o produto.


Mas a hora não é de lamentar e sim de agir. E é o que a Prefeitura de Arcoverde está fazendo. Mas para isso, é preciso contar com a parceria da população. Para a dengue ter fim, só tem um jeito: acabar com a água parada toda semana. Não deixar água acumulada em pneus velhos ou vasos de plantas é fundamental. E também manter caixas d’água e reservatórios sempre tampados. Só com a união de todos é possível vencer a Dengue e a Chikungunya. A Prefeitura de Arcoverde segue lado a lado com a população no combate ao mosquito. E cada um tem que fazer a sua parte.


Foto: Divulgação
Fonte: Arcoverdereporter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...