segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Arcoverde e Cia Notícias: PM de Arcoverde é presa suspeita de roubo em Alagoas.



Uma soldado da Polícia Militar de Pernambuco foi presa administrativamente, no sábado (29), por suspeita de envolvimento em roubo no estado de Alagoas. De acordo com informações do 3º Batalhão de Polícia Militar, o material levado pelos envolvidos no crime foi encontrado na casa onde a policial de 28 anos mora, em Arcoverde, no Sertão pernambucano. Um vigilante de 26 anos, também suspeito de envolvimento no caso, teria sido reconhecido pelas vítimas e encaminhado para o Presídio Advogado Brito Alves, no mesmo município. Ainda segundo a polícia, mais um possível envolvido – um estudante de 20 anos – foi ouvido e liberado e poderá ser futuramente indiciado, caso fique comprovada a suspeita. A localização dos três foi repassada pelas vítimas à equipe do 3º BPM e obtidas por meio de rastreadores de celulares levados durante o assalto.
Entenda o caso
Quatro pessoas de uma mesma família seguiam em um carro, no sábado (28), do município de Ibateguara, no estado de Alagoas, para o Rio Grande do Norte. Na BR-104, ainda no município, eles teriam sido abordados e os assaltantes teriam levado o veículo além de pertences das vítimas, a exemplo de celulares com serviço de rastreamento. Foi por meio deste sistema, que a família identificou a localização do veículo e dos aparelhos e repassou as informações para a Polícia Militar de Arcoverde.
O veículo foi encontrado no estacionamento de um bar no município. No local, o homem encaminhado para o presídio e a policial presa administrativamente teriam sido vistos, ainda na noite da sexta (28). Após receber as informações, uma equipe da PM foi verificar a situação. Lá, encontrou o homem em outro carro com o terceiro suspeito. Ao perceber a presença da polícia, o de 26 anos tentou se desfazer de uma chave, que foi identificada como sendo a do carro roubado. Este indicou o endereço da policial, afirmando que um quarto homem que moraria no local teria pedido para ele guardar o veículo.
Quando a polícia chegou ao endereço, a porta estava aberta e o suspeito indicado não foi localizado. No local, foram encontrados parte do material roubado, além de um revólver, munição e uma touca ninja. Ao seguir para a residência do homem de 28 anos, dois celulares com serviço de rastreamento foram identificados. A polícia conduziu os dois homens e a policial para a delegacia.
Prisão administrativa
A prisão administrativa corresponde a ficar até 72 horas “confinada” no Batalhão, conforme determinação do comandante. Este tipo de processo apura a participação direta, ou não, do suspeito no caso investigado. Se confirmado, o indiciado pode “perder a farda”. Em paralelo, tramita o processo penal. O suspeito pode ser absolvido em um processo e condenado no outro ou mesmo absolvido ou condenado nos dois. As informações também são da Polícia Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...