sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Apagão irrita Dilma, que cobra explicações efetivas, dizem fontes



A presidente está monitorando o caso e recebendo notícias ao longo do dia sobre as providências tomadas e as investigações sobre o que teria provocado o apagão

26 de outubro de 2012 | 16h 59
BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff quer explicações efetivas sobre o apagão que afetou, na madrugada de hoje, o Norte e o Nordeste do País. Segundo fontes do governo, a presidente foi informada logo cedo pelo próprio ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, sobre o ocorrido e ficou bastante "irritada".
De acordo com essas fontes, Dilma pediu ao ministro que cobrasse explicações das empresas envolvidas no episódio e Zimmermann, então, disse que já havia convocado a reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) para avaliar a situação. Dilma está monitorando o caso e recebendo notícias ao longo do dia sobre as providências tomadas e as investigações sobre o que teria provocado o apagão. O tema preocupa muito a presidente.
A orientação dada ao Ministério de Minas e Energia é para que a população seja informada sobre o assunto e também sobre as soluções para que o apagão não volte a se repetir. O que surpreendeu o Planalto é que esse tipo de problema, ocorrido na linha de transmissão, normalmente é resolvido em uma hora e, no caso dessa madrugada, levou quatro horas para ser normalizado. No Planalto, ninguém está trabalhando com a hipótese de uma sabotagem.
A presidente está neste momento no Palácio da Alvorada, onde recebe o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, e a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. A previsão é de que no início da noite ela embarque para São Paulo para cumprimentar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que completará 67 anos amanhã. Dilma deve retornar em seguida a Brasília e amanhã viaja para Salvador
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...